Acupuntura

Acupuntura

Portaria MEC 1.671/2000

Instituto de Ensino Superior

Blauro Cardoso de Mattos

A criação do Curso de Acupuntura tem a finalidade de qualificar recursos humanos, a fim de que possam atuar na assistência à saúde ao nível de promoção, proteção e recuperação da saúde, atendendo desta forma ao Município e região. O que torna uma demanda importante para a implementação do curso de acupuntura, é qualificar os egressos das diversas áreas da saúde que podem atuar neste campo e prover ao mercado de trabalho, profissionais qualificados, com uma formação baseada em excelência.

Atualmente, o curso aborda também o conhecimento da acupuntura alicerçada na neurofisiologia, anatomia e semiologia modernas. Tal prática tem sido denominada Acupuntura Neurofuncional, que incorpora, no seu arsenal terapêutico, outros procedimentos além dos clássicos. Aliados à grande experiência de nossos Professores e à vontade de proporcionar um curso de excelência do lINAESP.

Conteúdo Programático
  • Introdução à M.T.C. – Meridianos Principais P/IG – BP/E.
  • 5 elementos e Zang Fu – Meridianos Principais C/ID – CS/TA.
  • Materiais I – Meridianos Principais R/B – F/VB.
  • Materiais II – Meridianos VC/VG.
  • Metodologia da Pesquisa e Produção Científica e Didatica do ensino superior.
  • Estudos dos Acupontos e Meridianos Extraordinários.
  • Métodos de diagnóstico I: Síndromes, Língua e Pulso.
  • Métodos de diagnóstico II: Fator Biotipológico/ Ficha de avaliação.
  • Ambulatório Prático.
  • Auriculoterapia e Reflexologia Podal.
  • Craniopintura de Yamamoto e Manopuntura Korio Sooji.
  • Spiral Taping, Gua Sha e Shu-Mo.
  • Síndromes Orgânicas
  • Fitoterapia e Dietoterapia.
  • Especialidades: Acupuntura em Dermatologia e Estética.
  • Especialidades: Psicosomática e Emocionais.
  • Especialidades: Urologia e Ginecologia.
  • Especialidades: Gastrologia e Endocrinologia.
  • Especialidades: Esporte e Ortopedia.
  • Especialidades: Neurologia e Cardiológia.
  • Especialidades: Pneumologia e Pediatria.
  • Especialidades: Acupuntura no Controle da Dor.
  • Gestão e Empreendedorismo.
  • Acupuntura Cientifica.
Público-Alvo

Profissionais graduados da área da saúde

Carga Horária

1240h/aula

Datas

A definir

Horários

Sexta-feira: 18:00 às 23:00

Sábado: 08:00 às 20:00

Estágio

Obrigatório a partir do 7º Módulo e encerrado até o 18º módulo. A prática acontecerá em local determinado pela IES com o Supervisor destinado pela empresa. Estágio acontecerá em 2 dias da semana no período da noite (podem acontecer alterações com aviso há tempo de programação de supervisor, alunos e pacientes). Interessados não residentes na cidade deverão entrar em contato para maiores informações sobre o estágio.

Material Didático

Será fornecido o material didático via portal do aluno  específico do módulo, assim como todos os materiais necessários para a realização das aulas práticas e atendimentos ambulatoriais.

Resoluções

Os diversos Conselhos Profissionais da Saúde, pela ausência de legislação normatizando e regulamentando a prática da Acupuntura no Brasil para seus profissionais, editou Resoluções para que a formação e o exercício possam ocorrer sem que a sociedade esteja exposta a dolo social, para estabelecer e determinar regras quanto ao corpo docente, carga horária mínima e conteúdo programático do exercício específico de cada profissão.

 

CFBM – Conselho Federal de Biomedicina

Resolução CFBM nº 02, de 03/02/86

Resolução CFBM nº 02, de 25/03/1995

 

CFF – Conselho Federal de Farmácia

Resolução CFF nº 353, de 23/08/2000

Resolução CFF nº 516, de 2009

 

CFFa – Conselho Federal de Fonoaudiologia

Resolução CFFa n° 272, de 20/04/2001

 

CFMV – Conselho Federal de Medicina Veterinária

Resolução CFMV nº 756, de 2003

 

CFP – Conselho Federal de Psicologia

Resolução CFP n° 005, de 24/05/2002

 

COFEN – Conselho Federal de Enfermagem

Resolução COFEN nº 197, de 19/03/1997 – revogada

Resolução COFEN nº 283, de 05/08/2003 – revogada

Resolução COFEN nº 326/2008

 

COFFITO – Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional

Resolução COFFITO nº 060, de 29/10/1985

Resolução COFFITO nº 097, de 22/04/1988

Resolução COFFITO nº 201, de 24/06/1999 Resolução COFFITO nº 219, de 14/12/2000 Resolução COFFITO nº 221, de 23/05/2001

Resolução COFFITO nº 108, de 05/06/2001

Resolução COFFITO nº 325, de 23/03/2007

Resolução COFFITO nº 393 2011 – Fisioterapeutas

Resolução COFFITO nº 405 2011 – Terapeutas Ocupacionais

 

CONFEF – Conselho Federal de Educação Física

Resolução CONFEF nº 069, de 16/12/2003

 

CFO – Conselho Federal de Odontologia

Resolução CFO nº 160, de 02/10/2015

 

Portarias do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde editou duas Portarias criando e normatizando o exercício das Práticas Integrativas e Complementares. A portaria 971 regulamentou o exercício multiprofissional dessas práticas no SUS (Sistema Único de Saúde), e a Portaria 853 estabeleceu a tabela de honorários.

 

Portaria MS nº 971, de 03/05/2006

Portaria MS nº 853, de 17/11/2006

Corpo Docente
  • Luis Ferreira Monteiro Neto Doutor
  • Fernando Macedo Carvalho Especialista
  • Fernando Borges Ferreira Mestre
  • Amanda Cristina Medeiros de Oliveira Especialista
  • Pedro Ivo Marini Tahan Mestre
  • Renner Silva de Oliveira Filho Especialista
  • Américo Riccardi Vaccari Lourenço Mestre
  • Matheus Evangelista da Silva Moreira Especialista
  • Igor Augusto Braz Mestre
  • Allison Gustavo Braz Mestre
  • Demais professores convidados

* O corpo docente pode ser alterado a qualquer tempo, com substituição imediata por professores de mesma capacitação.

A criação do Curso de Acupuntura tem a finalidade de qualificar recursos humanos, a fim de que possam atuar na assistência à saúde ao nível de promoção, proteção e recuperação da saúde, atendendo desta forma ao Município e região. O que torna uma demanda importante para a implementação do curso de acupuntura, é qualificar os egressos das diversas áreas da saúde que podem atuar neste campo e prover ao mercado de trabalho, profissionais qualificados, com uma formação baseada em excelência.

Atualmente, o curso aborda também o conhecimento da acupuntura alicerçada na neurofisiologia, anatomia e semiologia modernas. Tal prática tem sido denominada Acupuntura Neurofuncional, que incorpora, no seu arsenal terapêutico, outros procedimentos além dos clássicos. Aliados à grande experiência de nossos Professores e à vontade de proporcionar um curso de excelência do lINAESP.

Conteúdo Programático
  • Introdução à M.T.C. – Meridianos Principais P/IG – BP/E.
  • 5 elementos e Zang Fu – Meridianos Principais C/ID – CS/TA.
  • Materiais I – Meridianos Principais R/B – F/VB.
  • Materiais II – Meridianos VC/VG.
  • Metodologia da Pesquisa e Produção Científica e Didatica do ensino superior.
  • Estudos dos Acupontos e Meridianos Extraordinários.
  • Métodos de diagnóstico I: Síndromes, Língua e Pulso.
  • Métodos de diagnóstico II: Fator Biotipológico/ Ficha de avaliação.
  • Ambulatório Prático.
  • Auriculoterapia e Reflexologia Podal.
  • Craniopintura de Yamamoto e Manopuntura Korio Sooji.
  • Spiral Taping, Gua Sha e Shu-Mo.
  • Síndromes Orgânicas
  • Fitoterapia e Dietoterapia.
  • Especialidades: Acupuntura em Dermatologia e Estética.
  • Especialidades: Psicosomática e Emocionais.
  • Especialidades: Urologia e Ginecologia.
  • Especialidades: Gastrologia e Endocrinologia.
  • Especialidades: Esporte e Ortopedia.
  • Especialidades: Neurologia e Cardiológia.
  • Especialidades: Pneumologia e Pediatria.
  • Especialidades: Acupuntura no Controle da Dor.
  • Gestão e Empreendedorismo.
  • Acupuntura Cientifica.
Público-Alvo

Profissionais graduados da área da saúde

Carga Horária

1240h/aula

Datas

06 e 07 de Março/2020

Horários

Sexta-feira: 18:00 às 23:00

Sábado: 08:00 às 20:00

Estágio

Obrigatório a partir do 7º Módulo e encerrado até o 18º módulo. A prática acontecerá em local determinado pela IES com o Supervisor destinado pela empresa. Estágio acontecerá em 2 dias da semana no período da noite (podem acontecer alterações com aviso há tempo de programação de supervisor, alunos e pacientes). Interessados não residentes na cidade deverão entrar em contato para maiores informações sobre o estágio.

Material Didático

Será fornecido o material didático via portal do aluno  específico do módulo, assim como todos os materiais necessários para a realização das aulas práticas e atendimentos ambulatoriais.

Resoluções

Os diversos Conselhos Profissionais da Saúde, pela ausência de legislação normatizando e regulamentando a prática da Acupuntura no Brasil para seus profissionais, editou Resoluções para que a formação e o exercício possam ocorrer sem que a sociedade esteja exposta a dolo social, para estabelecer e determinar regras quanto ao corpo docente, carga horária mínima e conteúdo programático do exercício específico de cada profissão.

 

CFBM – Conselho Federal de Biomedicina

Resolução CFBM nº 02, de 03/02/86

Resolução CFBM nº 02, de 25/03/1995

 

CFF – Conselho Federal de Farmácia

Resolução CFF nº 353, de 23/08/2000

Resolução CFF nº 516, de 2009

 

CFFa – Conselho Federal de Fonoaudiologia

Resolução CFFa n° 272, de 20/04/2001

 

CFMV – Conselho Federal de Medicina Veterinária

Resolução CFMV nº 756, de 2003

 

CFP – Conselho Federal de Psicologia

Resolução CFP n° 005, de 24/05/2002

 

COFEN – Conselho Federal de Enfermagem

Resolução COFEN nº 197, de 19/03/1997 – revogada

Resolução COFEN nº 283, de 05/08/2003 – revogada

Resolução COFEN nº 326/2008

 

COFFITO – Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional

Resolução COFFITO nº 060, de 29/10/1985

Resolução COFFITO nº 097, de 22/04/1988

Resolução COFFITO nº 201, de 24/06/1999 Resolução COFFITO nº 219, de 14/12/2000 Resolução COFFITO nº 221, de 23/05/2001

Resolução COFFITO nº 108, de 05/06/2001

Resolução COFFITO nº 325, de 23/03/2007

Resolução COFFITO nº 393 2011 – Fisioterapeutas

Resolução COFFITO nº 405 2011 – Terapeutas Ocupacionais

 

CONFEF – Conselho Federal de Educação Física

Resolução CONFEF nº 069, de 16/12/2003

 

CFO – Conselho Federal de Odontologia

Resolução CFO nº 160, de 02/10/2015

 

Portarias do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde editou duas Portarias criando e normatizando o exercício das Práticas Integrativas e Complementares. A portaria 971 regulamentou o exercício multiprofissional dessas práticas no SUS (Sistema Único de Saúde), e a Portaria 853 estabeleceu a tabela de honorários.

 

Portaria MS nº 971, de 03/05/2006

Portaria MS nº 853, de 17/11/2006

Corpo Docente
  • Luis Ferreira Monteiro Neto Doutor
  • Fernando Macedo Carvalho Especialista
  • Fernando Borges Ferreira Mestre
  • Amanda Cristina Medeiros de Oliveira Especialista
  • Pedro Ivo Marini Tahan Mestre
  • Renner Silva de Oliveira Filho Especialista
  • Américo Riccardi Vaccari Lourenço Mestre
  • Matheus Evangelista da Silva Moreira Especialista
  • Igor Augusto Braz Mestre
  • Allison Gustavo Braz Mestre
  • Demais professores convidados

* O corpo docente pode ser alterado a qualquer tempo, com substituição imediata por professores de mesma capacitação.

A criação do Curso de Acupuntura tem a finalidade de qualificar recursos humanos, a fim de que possam atuar na assistência à saúde ao nível de promoção, proteção e recuperação da saúde, atendendo desta forma ao Município e região. O que torna uma demanda importante para a implementação do curso de acupuntura, é qualificar os egressos das diversas áreas da saúde que podem atuar neste campo e prover ao mercado de trabalho, profissionais qualificados, com uma formação baseada em excelência.

Atualmente, o curso aborda também o conhecimento da acupuntura alicerçada na neurofisiologia, anatomia e semiologia modernas. Tal prática tem sido denominada Acupuntura Neurofuncional, que incorpora, no seu arsenal terapêutico, outros procedimentos além dos clássicos. Aliados à grande experiência de nossos Professores e à vontade de proporcionar um curso de excelência do lINAESP.

Conteúdo Programático
  • Introdução à M.T.C. – Meridianos Principais P/IG – BP/E.
  • 5 elementos e Zang Fu – Meridianos Principais C/ID – CS/TA.
  • Materiais I – Meridianos Principais R/B – F/VB.
  • Materiais II – Meridianos VC/VG.
  • Metodologia da Pesquisa e Produção Científica e Didatica do ensino superior.
  • Estudos dos Acupontos e Meridianos Extraordinários.
  • Métodos de diagnóstico I: Síndromes, Língua e Pulso.
  • Métodos de diagnóstico II: Fator Biotipológico/ Ficha de avaliação.
  • Ambulatório Prático.
  • Auriculoterapia e Reflexologia Podal.
  • Craniopintura de Yamamoto e Manopuntura Korio Sooji.
  • Spiral Taping, Gua Sha e Shu-Mo.
  • Síndromes Orgânicas
  • Fitoterapia e Dietoterapia.
  • Especialidades: Acupuntura em Dermatologia e Estética.
  • Especialidades: Psicosomática e Emocionais.
  • Especialidades: Urologia e Ginecologia.
  • Especialidades: Gastrologia e Endocrinologia.
  • Especialidades: Esporte e Ortopedia.
  • Especialidades: Neurologia e Cardiológia.
  • Especialidades: Pneumologia e Pediatria.
  • Especialidades: Acupuntura no Controle da Dor.
  • Gestão e Empreendedorismo.
  • Acupuntura Cientifica.
Público-Alvo

Profissionais graduados da área da saúde

Carga Horária

1240h/aula

Datas

Março de 2020

Horários

Sexta-feira: 18:00 às 23:00

Sábado: 08:00 às 20:00

Estágio

Obrigatório a partir do 7º Módulo e encerrado até o 18º módulo. A prática acontecerá em local determinado pela IES com o Supervisor destinado pela empresa. Estágio acontecerá em 2 dias da semana no período da noite (podem acontecer alterações com aviso há tempo de programação de supervisor, alunos e pacientes). Interessados não residentes na cidade deverão entrar em contato para maiores informações sobre o estágio.

Material Didático

Será fornecido o material didático via portal do aluno  específico do módulo, assim como todos os materiais necessários para a realização das aulas práticas e atendimentos ambulatoriais.

Resoluções

Os diversos Conselhos Profissionais da Saúde, pela ausência de legislação normatizando e regulamentando a prática da Acupuntura no Brasil para seus profissionais, editou Resoluções para que a formação e o exercício possam ocorrer sem que a sociedade esteja exposta a dolo social, para estabelecer e determinar regras quanto ao corpo docente, carga horária mínima e conteúdo programático do exercício específico de cada profissão.

 

CFBM – Conselho Federal de Biomedicina

Resolução CFBM nº 02, de 03/02/86

Resolução CFBM nº 02, de 25/03/1995

 

CFF – Conselho Federal de Farmácia

Resolução CFF nº 353, de 23/08/2000

Resolução CFF nº 516, de 2009

 

CFFa – Conselho Federal de Fonoaudiologia

Resolução CFFa n° 272, de 20/04/2001

 

CFMV – Conselho Federal de Medicina Veterinária

Resolução CFMV nº 756, de 2003

 

CFP – Conselho Federal de Psicologia

Resolução CFP n° 005, de 24/05/2002

 

COFEN – Conselho Federal de Enfermagem

Resolução COFEN nº 197, de 19/03/1997 – revogada

Resolução COFEN nº 283, de 05/08/2003 – revogada

Resolução COFEN nº 326/2008

 

COFFITO – Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional

Resolução COFFITO nº 060, de 29/10/1985

Resolução COFFITO nº 097, de 22/04/1988

Resolução COFFITO nº 201, de 24/06/1999 Resolução COFFITO nº 219, de 14/12/2000 Resolução COFFITO nº 221, de 23/05/2001

Resolução COFFITO nº 108, de 05/06/2001

Resolução COFFITO nº 325, de 23/03/2007

Resolução COFFITO nº 393 2011 – Fisioterapeutas

Resolução COFFITO nº 405 2011 – Terapeutas Ocupacionais

 

CONFEF – Conselho Federal de Educação Física

Resolução CONFEF nº 069, de 16/12/2003

 

CFO – Conselho Federal de Odontologia

Resolução CFO nº 160, de 02/10/2015

 

Portarias do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde editou duas Portarias criando e normatizando o exercício das Práticas Integrativas e Complementares. A portaria 971 regulamentou o exercício multiprofissional dessas práticas no SUS (Sistema Único de Saúde), e a Portaria 853 estabeleceu a tabela de honorários.

 

Portaria MS nº 971, de 03/05/2006

Portaria MS nº 853, de 17/11/2006

Corpo Docente
  • Luis Ferreira Monteiro Neto Doutor
  • Fernando Macedo Carvalho Especialista
  • Fernando Borges Ferreira Mestre
  • Amanda Cristina Medeiros de Oliveira Especialista
  • Pedro Ivo Marini Tahan Mestre
  • Renner Silva de Oliveira Filho Especialista
  • Américo Riccardi Vaccari Lourenço Mestre
  • Matheus Evangelista da Silva Moreira Especialista
  • Igor Augusto Braz Mestre
  • Allison Gustavo Braz Mestre
  • Demais professores convidados

* O corpo docente pode ser alterado a qualquer tempo, com substituição imediata por professores de mesma capacitação.

A criação do Curso de Acupuntura tem a finalidade de qualificar recursos humanos, a fim de que possam atuar na assistência à saúde ao nível de promoção, proteção e recuperação da saúde, atendendo desta forma ao Município e região. O que torna uma demanda importante para a implementação do curso de acupuntura, é qualificar os egressos das diversas áreas da saúde que podem atuar neste campo e prover ao mercado de trabalho, profissionais qualificados, com uma formação baseada em excelência.

Atualmente, o curso aborda também o conhecimento da acupuntura alicerçada na neurofisiologia, anatomia e semiologia modernas. Tal prática tem sido denominada Acupuntura Neurofuncional, que incorpora, no seu arsenal terapêutico, outros procedimentos além dos clássicos. Aliados à grande experiência de nossos Professores e à vontade de proporcionar um curso de excelência do lINAESP.

Conteúdo Programático
  • Introdução à M.T.C. – Meridianos Principais P/IG – BP/E.
  • 5 elementos e Zang Fu – Meridianos Principais C/ID – CS/TA.
  • Materiais I – Meridianos Principais R/B – F/VB.
  • Materiais II – Meridianos VC/VG.
  • Metodologia da Pesquisa e Produção Científica e Didatica do ensino superior.
  • Estudos dos Acupontos e Meridianos Extraordinários.
  • Métodos de diagnóstico I: Síndromes, Língua e Pulso.
  • Métodos de diagnóstico II: Fator Biotipológico/ Ficha de avaliação.
  • Ambulatório Prático.
  • Auriculoterapia e Reflexologia Podal.
  • Craniopintura de Yamamoto e Manopuntura Korio Sooji.
  • Spiral Taping, Gua Sha e Shu-Mo.
  • Síndromes Orgânicas
  • Fitoterapia e Dietoterapia.
  • Especialidades: Acupuntura em Dermatologia e Estética.
  • Especialidades: Psicosomática e Emocionais.
  • Especialidades: Urologia e Ginecologia.
  • Especialidades: Gastrologia e Endocrinologia.
  • Especialidades: Esporte e Ortopedia.
  • Especialidades: Neurologia e Cardiológia.
  • Especialidades: Pneumologia e Pediatria.
  • Especialidades: Acupuntura no Controle da Dor.
  • Gestão e Empreendedorismo.
  • Acupuntura Cientifica.
Público-Alvo

Profissionais graduados da área da saúde

Carga Horária

1240h/aula

Datas

A definir

Horários

Sexta-feira: 18:00 às 23:00

Sábado: 08:00 às 20:00

Estágio

Obrigatório a partir do 7º Módulo e encerrado até o 18º módulo. A prática acontecerá em local determinado pela IES com o Supervisor destinado pela empresa. Estágio acontecerá em 2 dias da semana no período da noite (podem acontecer alterações com aviso há tempo de programação de supervisor, alunos e pacientes). Interessados não residentes na cidade deverão entrar em contato para maiores informações sobre o estágio.

Material Didático

Será fornecido o material didático via portal do aluno  específico do módulo, assim como todos os materiais necessários para a realização das aulas práticas e atendimentos ambulatoriais.

Resoluções

Os diversos Conselhos Profissionais da Saúde, pela ausência de legislação normatizando e regulamentando a prática da Acupuntura no Brasil para seus profissionais, editou Resoluções para que a formação e o exercício possam ocorrer sem que a sociedade esteja exposta a dolo social, para estabelecer e determinar regras quanto ao corpo docente, carga horária mínima e conteúdo programático do exercício específico de cada profissão.

 

CFBM – Conselho Federal de Biomedicina

Resolução CFBM nº 02, de 03/02/86

Resolução CFBM nº 02, de 25/03/1995

 

CFF – Conselho Federal de Farmácia

Resolução CFF nº 353, de 23/08/2000

Resolução CFF nº 516, de 2009

 

CFFa – Conselho Federal de Fonoaudiologia

Resolução CFFa n° 272, de 20/04/2001

 

CFMV – Conselho Federal de Medicina Veterinária

Resolução CFMV nº 756, de 2003

 

CFP – Conselho Federal de Psicologia

Resolução CFP n° 005, de 24/05/2002

 

COFEN – Conselho Federal de Enfermagem

Resolução COFEN nº 197, de 19/03/1997 – revogada

Resolução COFEN nº 283, de 05/08/2003 – revogada

Resolução COFEN nº 326/2008

 

COFFITO – Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional

Resolução COFFITO nº 060, de 29/10/1985

Resolução COFFITO nº 097, de 22/04/1988

Resolução COFFITO nº 201, de 24/06/1999 Resolução COFFITO nº 219, de 14/12/2000 Resolução COFFITO nº 221, de 23/05/2001

Resolução COFFITO nº 108, de 05/06/2001

Resolução COFFITO nº 325, de 23/03/2007

Resolução COFFITO nº 393 2011 – Fisioterapeutas

Resolução COFFITO nº 405 2011 – Terapeutas Ocupacionais

 

CONFEF – Conselho Federal de Educação Física

Resolução CONFEF nº 069, de 16/12/2003

 

CFO – Conselho Federal de Odontologia

Resolução CFO nº 160, de 02/10/2015

 

Portarias do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde editou duas Portarias criando e normatizando o exercício das Práticas Integrativas e Complementares. A portaria 971 regulamentou o exercício multiprofissional dessas práticas no SUS (Sistema Único de Saúde), e a Portaria 853 estabeleceu a tabela de honorários.

 

Portaria MS nº 971, de 03/05/2006

Portaria MS nº 853, de 17/11/2006

Corpo Docente
  • Luis Ferreira Monteiro Neto Doutor
  • Fernando Macedo Carvalho Especialista
  • Fernando Borges Ferreira Mestre
  • Amanda Cristina Medeiros de Oliveira Especialista
  • Pedro Ivo Marini Tahan Mestre
  • Renner Silva de Oliveira Filho Especialista
  • Américo Riccardi Vaccari Lourenço Mestre
  • Matheus Evangelista da Silva Moreira Especialista
  • Igor Augusto Braz Mestre
  • Allison Gustavo Braz Mestre
  • Demais professores convidados

* O corpo docente pode ser alterado a qualquer tempo, com substituição imediata por professores de mesma capacitação.